A Iniciativa E.V.A.

Carros deveriam proteger a todos

Algumas pessoas estão menos seguras na estrada do que outras. Por isso, chegou a hora de compartilhar mais de 40 anos de pesquisa em segurança e tornar os carros mais seguros para todos. Não apenas para o homem mediano.

Ajude-nos a tornar os carros seguros para todos

Quando uma mulher entra em um carro para dirigir, ela supõe que estará segura. Mas em 2019, a maioria das montadoras ainda produz carros baseados exclusivamente em dados de bonecos de testes masculinos. Por esse motivo, as mulheres correm um risco maior de se ferirem no trânsito do que os homens.

Mas não em um Volvo. Nossa Equipe de Pesquisa de Acidentes compilou dados do mundo real desde a década de 1970 para entender melhor o que acontece durante uma colisão. O que a Volvo percebeu é que mulheres e homens são representados igualmente nesses dados. Por isso, acreditamos que deveriam ser igualmente representados nos testes. Com a E.V.A., estamos compartilhando os resultados de mais de 40 anos de pesquisa. Ao permitir que todos façam o download desses dados, esperamos tornar todos os carros mais seguros. Porque, na Volvo, sempre vamos colocar as pessoas em primeiro lugar.

"Ao coletar dados do mundo real por um longo período, foi possível identificar quais lesões os homens, as mulheres e as crianças sofrem em diferentes acidentes”,

diz a Dra. Lotta Jakobsson, especialista técnica sênior do Centro de Segurança da Volvo Cars.

Resultado de mais de 40 anos de pesquisa

Em 1970, foi formada a Equipe de Pesquisa de Acidentes de Trânsito da Volvo. Desde então, a equipe reuniu e analisou dados de mais de 40.000 carros e 70.000 passageiros. Isso resultou em muitos dos sistemas inovadores que temos em nossos carros hoje. 

O assento que reduz pela metade o risco do efeito chicote

As mulheres correm mais risco do efeito chicote do que os homens. Isso pode ser atribuído a diferenças na anatomia e força corporal.

Mas não no assento de um Volvo. Graças ao nosso Sistema de Proteção contra Efeito Chicote (WHIPS), que combina um apoio de cabeça robusto e exclusivo com o design inteligente do assento para proteger a cabeça e a coluna, não temos mais diferenças no risco do efeito chicote entre homens e mulheres.

Um escudo de segurança inteligente

É mais provável que uma mulher sofra uma lesão no peito durante um acidente de carro do que um homem. Isso acontece devido às diferenças na anatomia e resistência do tórax.

Para obter a proteção ideal, desenvolvemos continuamente a estrutura dos nossos carros, com cintos de segurança e airbags laterais a fim de minimizar o impacto nos ocupantes. Uma inovação da Volvo, o SIPS (Sistema de Proteção contra Impacto Lateral), conta com uma estrutura inteligente para aumentar a segurança geral. Na verdade, o SIPS, juntamente com o airbag de impacto lateral, reduz em mais de 50% as lesões graves no tórax para todos os passageiros.

Proteção para todas as cabeças

Também nos impactos laterais as mulheres têm necessidades específicas de proteção. Quanto mais baixa é uma pessoa, mais baixo estará no carro e mais próxima do volante. Por isso, a cortina inflável que cobre toda a janela é um recurso de segurança vital.

Além do SIPS, o airbag de cortina inflável reduz o risco de ferimentos na cabeça em aproximadamente 75%. Ele infla em 1/25 de segundo e evita que a cabeça bata em objetos do lado de fora do carro e em outros elementos. Foi o primeiro sistema de airbags a oferecer proteção aprimorada para os ocupantes dos assentos dianteiros e traseiros, levando a proteção contra impacto lateral um passo adiante.

A proteção mais eficaz no trânsito

Qualquer um pode sofrer um acidente de carro. Até agora, nosso cinto de segurança já salvou mais de 1 milhão de vidas. Ele protege a todos, independentemente do tamanho, sexo ou formato do corpo. No entanto, um grupo está sujeito a riscos mais específicos do que os outros: as mulheres grávidas.

Nosso cinto de segurança, uma das invenções mais importantes para segurança no trânsito, oferece ótima proteção em todos os tipos de colisões. Para aprender mais sobre a mãe e o feto, desenvolvemos o primeiro boneco de teste grávido, de tamanho médio, do mundo. É um modelo de computador que permite estudar como o ocupante se movimenta e como o cinto de segurança e o airbag afetam a mulher e o feto, entre outras coisas.

“São pessoas que dirigem os carros. Portanto, o princípio orientador por trás de tudo o que fazemos na Volvo é, e deve permanecer, a segurança.”

Gustaf Larson, cofundador da Volvo
Saiba mais sobre as inovações de segurança da Volvo

Como os acidentes podem tornar os carros mais seguros para todos

Desde a década de 1950, estudamos mais de 43.000 carros em acidentes da vida real com 72.000 ocupantes. Em resultado disso, desenvolvemos muitos sistemas inovadores, como WHIPS, SIPS e vários produtos de segurança infantil. Reunimos agora mais de 100 trabalhos de pesquisa, disponíveis para download. Esperamos que isso resulte em carros mais seguros para todos, independentemente do sexo e do tamanho.

E.V.A. - EQUAL VEHICLES FOR ALL (VEÍCULOS EQUALITÁRIOS PARA TODOS)

Perguntas Frequentes

  • Por quanto tempo a Volvo usou bonecos femininos de teste de colisão?

    Realizamos testes com bonecos de teste femininos desde 1995, começando com o único boneco feminino de pequeno porte disponível para impacto frontal, o "HIII 5th percentile". Em 2001, incluímos um boneco de impacto lateral de tamanho pequeno, o SID2s. Como primeiro boneco de teste feminino de porte médio do mundo, no início dos anos 2000 nós desenvolvemos um modelo virtual de uma mulher grávida. Dez anos depois, ampliamos a família de bonecos de testes com um boneco feminino de porte médio para avaliação do efeito chicote em impactos traseiros, como o único fabricante de carros original no co-desenvolvimento do EvaRID.

  • Como a Volvo Cars desenvolve carros seguros com base em dados do mundo real?

    Os dados sobre os carros Volvo na Suécia foram coletados e armazenados desde 1970 no Banco de Dados Estatísticos de Acidentes de Trânsito da Volvo Cars. O objetivo é fornecer uma grande quantidade de dados prontamente disponíveis sobre os tipos de lesões que ocorrem em conjunto com acidentes específicos. Os resultados podem então ser aplicados. A boa notícia é que reunimos dados da mesma forma há muitos anos, o que tornou possível mapear nosso progresso e melhorar nossa taxa de sucesso ao longo dos anos. 

  • De quantos acidentes a Volvo Cars coletou dados?

    Em um pré-estudo em 1967, começamos com 28.000 casos. Desde 1970, incluímos mais de 43.000 carros em acidentes da vida real com 72.000 ocupantes em nosso banco de dados estatísticos. Além disso, usamos dados de vários bancos de dados internacionais ao fazer nossa análise.

  • O que é a Iniciativa E.V.A.?

    O conhecimento que você pode acessar e baixar por meio deste projeto é uma coleção de mais de 100 trabalhos de pesquisa. É uma coleção de algumas das pesquisas por trás do desenvolvimento de inovações de segurança na Volvo Cars desde a década de 1950. 

  • Eu ainda preciso usar cinto de segurança em um Volvo?

    Sim, o cinto de segurança ainda é a maneira mais eficaz de salvar vidas e reduzir lesões em acidentes de carro. Também é obrigatório em quase todos os países. Os cintos de segurança da Volvo também são continuamente aprimorados para melhorar ainda mais a segurança de todos.

Segurança que beneficia à todos

Nós começamos a fazer carros porque acreditávamos que ninguém mais fazia carros seguros o suficiente para as estradas suecas. Ao longo dos anos, combinamos esse compromisso com segurança ao conhecimento sobre acidentes reais. Isso resultou em inovações de segurança exclusivas (SIPS, WHIPS e IC) que agora são padrão em todos os modelos mais novos da Volvo.