Estória 29 Há 43 anos, a Volvo apresentava, em Genebra, um novo modelo – o 262 Coupé. O novo automóvel não deixou ninguém indiferente, nem mesmo David Bowie. O músico adquiriu um dos últimos 262, em 1981, e um dos 6.620 exemplares que a marca produziu no total do ciclo de vida deste automóvel. O Volvo 262 Coupé teria um sucesso significativo face às expectativas numa versão mais inesperada da gama 200: um Coupé com os pilares bastante inclinados e um teto rebaixado em 60 milímetros. O interior do veículo ajudava a definir aquilo que o 262C verdadeiramente era: uma extravagância de couro e madeira.
O Volvo de Bowie faz parte da sua versão mais emblemática, pois em 1981, o modelo sofreu uma atualização com um novo conjunto de faróis e para-choques mais finos, um novo motor com mais 14cv e uma nova combinação de cores. O automóvel foi leiloado por $218.000, em 2018.





Estória 30 Junho de 1991 marcou a estreia mundial do novo Volvo 850 na Stockholm Globe Arena. Nesse dia, foi revelado um modelo que era o resultado direto de um dos maiores investimentos industriais alguma vez feitos na Suécia. Este foi um automóvel icónico para a Volvo, produzido durante cinco anos e que seria descontinuado em 1996. Durante o seu ciclo de vida, foram produzidas 1.360.522 unidades. Ainda hoje, é um clássico apreciado e procurado um pouco por todo o mundo. Outros modelos históricos aqui.

  

Estória 31 Partilhamos consigo números surpreendentes: 75% de todas as colisões comunicadas ocorrem a velocidades inferiores a 30 km/h e em 50% das colisões traseiras, o condutor de trás, distraído, nem sequer travou! Vimos aqui uma oportunidade para fazer uma enorme diferença nos acidentes de cidade, aqueles que, apesar de ligeiros, são uma dor de cabeça, danificam os carros, provocam enormes engarrafamentos e, por vezes, lesões, sobretudo em quem sofre um impacto inesperado. Por isso, lançámos o sistema City Safety que usa deteção a laser e radar para determinar se é provável uma colisão com o automóvel da frente e, se o condutor não travar, o automóvel trava por si. O sistema foi estreado em 2008 e é de série em qualquer Volvo. Ao longo dos anos, tem vindo a ser aperfeiçoado e funciona também com peões, ciclistas e animais de grande porte, de dia ou de noite, até aos 50km/h.

Estória 32 A Volvo Cars tem uma longa tradição no fornecimento de viaturas para as forças policiais e de segurança. Logo em 1929, dois anos após a fundação da marca, a polícia sueca já combatia o crime ao volante de um Volvo. Nas décadas seguintes, modelos clássicos como o Volvo Amazon e o Volvo 144 também foram adaptados e utilizados para este fim. Atualmente, a Volvo V90 é uma das viaturas oficiais da polícia sueca, tendo sido o automóvel que, até hoje, obteve a classificação mais elevada nos testes de seleção. A divisão de “Veículos especiais da Volvo” prepara estas viaturas que, depois de devidamente caracterizadas, podem circular como veículos oficiais de intervenção policial. Muitas unidades são também usadas descaracterizadas para agentes “à paisana”. Saiba mais aqui. #staysafe

 

Estória 33 Em junho de 2002, a Volvo Cars apresentou o YCC – Your Concept Car - um projeto único em que toda a equipa de desenvolvimento foi composta por mulheres. A ideia era criar um automóvel ao gosto feminino. É sabido que, tradicionalmente, a indústria automóvel é dominada por homens e, naturalmente, a principal preocupação dos construtores recaia sobre aquilo que um homem deseja num automóvel – potência, performance, design. Ao contrário, as mulheres preferiam a praticabilidade, a economia, a versatilidade e a ergonomia. Os pontos fortes do YCC foram, assim, as soluções inteligentes de arrumação, a boa visibilidade, a personalização do interior e exterior no que toca a cores e materiais, a manutenção mínima e a facilidade de estacionamento em cidade. Muitas das ideias foram incorporadas noutros modelos Volvo, mais tarde.

 

Estória 34 A 23 de abril de 1929, a Volvo apresentou ao público o PV651.Este modelo apresentava uma grande novidade – a presença do primeiro motor de 6 cilindros da Volvo – o motor DB. Com uma capacidade de pouco mais de 3 litros, a sua potência não passava de uns modestos 55 cv. A marca sueca utilizava, pela primeira vez, a sigla PV – que se referia a “Passenger car”. Este era um automóvel forte e flexível, duas propriedades que caracterizam o motor de 6 cilindros em linha como design técnico. O PV651 e, posteriormente, o PV652 eram automóveis mais compridos e mais largos que os modelos anteriormente apresentados pela Volvo. Todas as quatro rodas tinham travões que eram operados mecanicamente, no caso do PV651, ou hidraulicamente, no caso do PV652.

 

Estória 35 Há três anos, foi produzido, na fábrica da Volvo na Suécia, um Volvo XC90 equipado com tecnologia de condução autónoma. Este automóvel foi o primeiro de uma série de veículos autónomos utilizados no Projeto Drive Me da Volvo, um programa que testou a utilização de veículos com a tecnologia de condução autónoma em condições reais. É sabido que a condução autónoma é uma das apostas da marca, não só para minimizar acidentes como também ajudar na gestão eficiente do trânsito nas cidades. Quando tudo voltar ao normal, voltarão as filas intermináveis e os problemas de estacionamento. Perspetivamos um futuro em que possamos decidir se queremos ou não conduzir um automóvel que possa deslocar-se sozinho ao concessionário se precisar de manutenção ou que não esteja estacionado todo um dia de trabalho, sendo utilizado para outros fins durante esse tempo.

 

 

Leia mais estórias